6 de out de 2017

BAO STORY VEGAN, vale a pena?

Olá! Hoje estreio no Blog uma nova série que falarei sobre comidas Vegetarianas e Veganas: "Vale a pena?". Onde falarei sobre lugares de Cascavel que oferecem opções Vegetarianas/Veganas com fotos, ingredientes e, é claro, minha opinião! Já faz algum tempo que eu estava pensando nessa ideia, e nada melhor que estrear a série com esse Restaurante novinho: BAO Story Vegan!

(Imagem retirada da Página BAO Story Vegan no Facebook)
Mas afinal, o que é o BAO? Bao é um pãozinho asiático feito no vapor, em sua composição principal vai a farinha de trigo, tem um gosto bem suave e é bem leve. O Restaurante inaugurou a pouco tempo na cidade e trouxe apenas opções Veganas, o que achei incrível! A localização é ótima, de fácil acesso, não contém estacionamento próprio mas tem na rua. Tem um espaço na parte de fora para os dias mais quentes também e disponibiliza Wi-fi gratuito! 

No momento a empresa disponibiliza os BAO's clássicos e os BAODOG's que são versões veganas de "hot dogs", os preços variam entre R$14 e R$18 dependendo o lanche escolhido! Para conhecer o local pedimos dois lanches e uma porção, a qual colocarei abaixo!


New York Bao

O meu lanche era o New York Bao, a versão vegana do Dog contava com salsicha de soja, chucrute, tomate, mostarda picante, ketchup, milho e maionese vegana. O lanche tem um tamanho não muito grande, menor que um Dog tradicional e acompanha batatas fritas. Achei o gosto MUITO bom, o que mais me surpreendeu foi a salsicha de soja, pois a mesma não tem nem um pouco gosto de soja (O que geralmente é um problema que passo bastante comendo lanches de PTS), a mostarda é realmente bem picante, mas de forma geral é bem recheado e muito gostoso. Foi o lanche que achei que mais me surpreendeu, mesmo para quem não seja Vegano, irá gostar bastante pois é bem saboroso! 

BS Bao
O lanche que minha amiga escolheu (e que claro, eu experimentei para poder contar a vocês), é um clássico Bao. O escolhido foi o BS Bao, que é composto por Almondega de tofu, cenoura, brócolis, shimeji, gergelim branco e molho de BBQ. Este lanche achei bem pequeno para alguém com fome, sera necessário comer pelo menos duas unidades para satisfazer, eu geralmente como bem pouco e não consigo acabar um lanche "normal" todo, mas este seria bem fácil. O gosto é muito bom, ainda preferi o lanche anterior, mas o molho deste é muito gostoso e temperado! A almondega de tofu é realmente deliciosa e me lembrou um pouco falafel, os legumes estavam bem gostosos e temperados também!

Nuggets de Tofu com molho Tarê
Pedimos uma porção para poder experimentar algo diferentes, escolhemos os Nuggets de Tofu com molho tarê! A porção tem o tamanho bom para uma pessoa, indicaria como acompanhamento de algum lanche ao invés de lanche para "todos". A porção foi a única coisa que me decepcionou um pouco, achei que faltava um pouco de sal e temperos no tofu, pois apenas o molho não dá gosto o suficiente (e o tofu não tem um gosto muito forte, geralmente é bem neutro). Seria a única coisa que eu mudaria no pedido todo! 

Foto retirada da Página do Facebook Bao Story Vegan
As considerações finais do BAO Story Vegan são as seguintes: Gostei, porém tenho alguns pontos a ressaltar. Se tu tiver procurando um lanche rapidinho, não indicaria de inicio pois os lanches estão demorando um pouco para serem feitos, como o restaurante abriu a pouco tempo eu compreendo a demora (foi em média 40 minutos pra todos lanches), como estão ainda treinando o pessoal e tinham alguns pedidos na nossa frente não tive problemas com isso mas acho importante avisar! Os lanches são muito saborosos e realmente apetitosos, quero experimentar todo o cardápio, mas achei o tamanho um pouco pequeno principalmente porque eu como pouco, então imagino que alguém que coma bastante sentirá mais o peso disso. Achei o custo beneficio bom, talvez se fosse um pouco maior seria mais válido o valor, mas não achei caro pelo serviço oferecido, que é diferente! É importante dizer que eles não servem refrigerantes (por questões Veganas), apenas sucos, mas são deliciosos também! 

Espero que tenham gostado da resenha, isso não é publi nem nada do tipo, então eu realmente gostei do restaurante e com certeza irei voltar! Indico a todos conhecer a BAO Story Vegan! Quem já provou me conta nos comentários o que achou!

Até a próxima!


1 de set de 2017

Tirando a máscara social | Piity Manson

Eu abri isso aqui para escrever, escrever sempre me fez bem quando eu estou mal, mas parece que agora nao fará diferença. Tudo está me deixando mal, o próprio corretor ou a pontuação errada que minha unha bate sem querer. Estou cansada, esgotada, estou sempre vivendo próximo ao limite mas agora estou na gota que fará o copo transbordar. Estou em casa, sozinha. Ando de um cômodo ao outro, levanto da cama e vou até o sofá, o barulho da televisão me irrita, o som dos vizinhos, o cheiro do cigarro do vizinho de cima. Eu só queria sumir por um momento porque parece que qualquer lugar seria melhor que aqui. Já tomei meus remédios, ja tomei um banho quente, ja tentei assistir a série ou ler um livro, tudo pra me distrair e não pensar nisso, em mim. Meu celular apita com compromissos de trabalho, e tudo que queria fazer era jogar ele longe e não responder mais ninguém, mas eu sei que eu não posso, eu tenho responsabilidade de estar ali sorrindo como se tudo estivesse bem, mas não esta. Eu cansei de tentar desabafar com as pessoas e ouvir "eu entendo" quando a pessoa no faz a menor ideia de tudo que está acontecendo, não cara tu não entende, não diga que entenda. Ninguém sabe a dor que isso causa, a dor que palavras podem trazer, a dor que um comentário pode fazer, as pessoas acham que preciso estar sempre bem! Sorrindo como uma princesa, sendo que ninguém sabe o que acontece quando as portas do castelo se fecham. Eu tenho estado cada vez mais cansada, cansada dessa doença. A depressão está acabando comigo, a ansiedade acaba com minha mente e o pânico aflige meu coração, os remédios não estão ajudando. As pessoas dizem para mudar de médico ou medicação como se isso pudesse resolver algo, não fazem ideia que esse é o 17° medicamento que eu tomo, aliás não fazem ideia de nada da minha vida além do que veem em redes sociais, o lugar que a gente finge que é forte pra ninguém te atingir. Eu simplesmente estou cansada de tudo isso, de se dedicar mais do que meu corpo aguenta para algo e parecer que ando em circulos, que nada adianta porque nunca serei ninguém. Estou cansada de amigos que só aparecem quando querem, que se eu morresse eles nem saberiam porque não sentem minha falta. Aliás, alguem realmente sentiria? Porque a maioria das pessoas so lembram de ti depois que acontece, porque quando você esta la mal elas não se dao ao trabalho de saber como você está. Faz alguma diferença pagar horrores de médico por mês para uma consulta de 3 minutos? Porque foi isso que cronometrei da última vez.  Faz diferença ir na psicóloga se não consigo falar tudo o que sinto porque meu horário acabou? Não que seja culpa dela, mas faz diferença? Desabafar e compartilhar não tira o peso daquilo, a dor, a culpa, não tira o peso dentro de mim de tudo aquilo que ninguém entende. A maioria das pessoas nao se importa de verdade, não são pessoas que cruzariam a cidade pra ver como você está, pra te enfiar num carro e te tirar de tudo aquilo. A maioria so pergunta porque sabe que não poderia fazer nada, mas limpa sua própria consciência perguntando. Quem realmente te ajuda de verdade? Quem realmente está lá pra você? Seu Deus? Um cara Aleatório que tu imagina pra te dar forças, pra se apoiar em algo? Não, obrigada. Se for para ter algo que não existe eu já tenho a maioria dos meus próprios amigos, ou até uma própria família com tias que se importam mais com a roupa do velórios do que o motivo da morte. Você com certeza conhece gente que não foi dar apoio a alguém no hospital mas foi chorar no enterro, porque as pessoas são assim. Quantas vezes tu dedicou a vida a alguem que não perdeu um minuto com você? Quantas vezes você chamou a mesma amiga pra sair porque ela simplesmente cagou pra sua existência? Quantas vezes você correu atrás de alguem que estava ocupada demais pra você? Eu cansei de escrever pra tirar o peso de mim, porque parece que as pessoas fazem questão de te ver mal. Alguém que nem sabe seu nome vai te jogar na cara que tu deve ser forte e estar sempre bem, afinal o artista não pode transparecer que está mal! Tenho que ser forte, inatingível, uma pedra, sorrindo, linda, maquiada, sempre perfeita e imaculada. Mas esquecem que sou um ser humano, eu sinto dor, tristeza, frustração, eu tenho sentimentos e eu tenho direito a sentir eles!! Mas eu sou uma pessoa conhecida então não posso! Não posso demonstrar que eu sou um ser humano, afinal se o fulano tem X problemas e não demonstra, eu PRECISO ser assim também. CHEGA! APENAS CHEGA! Eu sou um ser vivo, eu sinto, eu vivo, eu sobrevivo. E eu não vou me trancar numa bolha de mentiras e falsidades pra agradar ninguém que me segue, que gosta de mim. Se eu sentir dor eu não vou esconder, se eu sentir tristeza não vou mais colocar minha máscara social pra agradar vocês. E se alguém achar errado, eu NÃO sinto muito, apenas me exclua, ninguém precisa conviver com o que não te agrada. Pra mim chega, eu tirei minha máscara social.


30 de dez de 2016

Mudanças de humor | Piity Manson

Fico horas com a pagina aberta sem saber o que digitar, eu começo escrever qualquer coisa e de repente me vem à tona muitas imagens, frases e momentos, minha cabeça fica numa confusão enorme, e passar isso para palavras nem sempre é fácil. Quando estou mal venho escrever, não sei o motivo certo disso, isso parece me confortar, como um amigo que me recebe de braços abertos e diz “chora, pode chorar”, claro que nem sempre que venho eu estou mal, digo só a maioria das vezes. Eu fico mal relativamente fácil, as vezes eu acordo mal e nem sei o motivo, fico chatinha também e implicando com tudo, as vezes não quero nem abraços, acordo estressada, mas tem vezes que meu humor acorda magnificamente bom e eu saio distribuindo amor pelo mundo, mas sempre tem alguém que acaba com isso, é incrível, nunca consegui passar um dia inteiro sem lembrar de algo que me deixa mal ou acontecer algo, seja um detalhe pequeno ou um momento da vida. Se eu pudesse definir uma expressão para minha vida, acho que seria “sei lá”, porque eu realmente não posso dar certeza de nada, eu estou cada dia com um humor, um desejo, uma fome de algo, um pensamento, eu mudo todo dia e não controlo isso. Hoje por exemplo, eu tinha acordado com um humor bom até, mas minha cabeça estava doendo. Eu sei que tem algo que em acalmaria muito agora, algo bem simples na teoria, um abraço, apenas isso. Mas não um abraço qualquer, é O abraço, o abraço dela, o problema é que ela mora a milhares e milhares de km daqui, esse que é o ruim de amar alguém, ficar sonhando com o abraço dela toda noite antes de dormir, pensando se um dia você vai recebe-lo, se um dia vai ver ela sorrir, enxugar as lagrimas dela, ficar pensando se um dia vocês vão poder rir juntos, ouvir uma a voz da outra, dormir no mesmo quarto e fazer uma festona do pijama como qualquer amiga, por isso eu odeio tanto a distância, não sei se diria ela em si, mas o fato de ser tão caro para enfrenta-la.

Nota: meus textos não falam de nenhuma pessoa/situação em especifico, peço que não sintam como indireta ou utilizem para tal fim. Escrevo os mesmos quando a inspiração bate, independente do assunto e do momento vivido atual. 


5 de dez de 2016

Às vezes é melhor deixar ir | Piity Manson

Eu estou te deixando hoje, mas não é para você pensar que é porque não gosto de ti, eu te amo, você nem imagina como, te deixar parte meu coração em diversos pedaços, eu vou esperar para sempre seus telefonemas, suas mensagens, seus abraços, você sorrindo para mim, vou lembrar cada segundo das nossas babaquices, nossas brincadeiras, nossas idiotices, a gente cozinhando, jogando, fazendo merda e que nunca dava certo. Você só precisa entender que eu não consigo ver você com ela, que para mim você é único, mas também só pertence a mim, e quando imagino vocês dois juntos, fazendo tudo que nós fazíamos, rindo, felizes, sorrindo um para o outro, se abraçando, cozinhando, jogando. Isso dói, quebra, arruína com o meu coração. Mas não se preocupe, isso não é um adeus para sempre, é só um até logo, porque eu sei que um dia você vai ver que eu sou única e você vai voltar para mim e eu e você vamos voltar a sermos nós, não importa quanto tempo isso leve, porque... eu vou te esperar para sempre. Não importa se isso demorar anos, eu vou estra contando os dias para te ver sorrindo ao meu lado de novo, para ver seus olhos brilhando entre nossas conversas, para ouvir sua voz no telefone de madrugada quando você tiver pesadelos, eu vou estar aqui e vou estar de braços abertos esperando você voltar a ser só meu.

Nota: meus textos não falam de nenhuma pessoa/situação em especifico, peço que não sintam como indireta ou utilizem para tal fim. Escrevo os mesmos quando a inspiração bate, independente do assunto e do momento vivido atual. 


2 de dez de 2016

O que significa ser Pai? | Piity Manson

O que é ser pai? Quando digo pai não digo pai, homem. Mas sim pais, pai e mãe. Gerar um filho é muito diferente de ser pai, porque para gerar um filho o homem é a mulher precisam realizar o ato, esperar 9 meses e nasce um bebê. Ser pai é muito mais que isso. Ser pai é estar presente, é ver seu filho dar os primeiros passos, falar a primeira palavra, comer a primeira papinha. Ser pai é ser a primeira pessoa a correr quando algo acontece, é estar lá para oferecer o ombro para chorar, pegar no colo e levar no hospital. É estar lá quando sua filha conhece o primeiro namorado, é querer saber quem é, se ele é um cara legal. É querer saber onde ela vai e que horas volta, se ela levou um casaco caso esfrie e a chave da casa. Ser pai.. é falar a verdade para você, por mais que ela doa. É se colocar a frente de todos quando o assunto é seu filho, é estar nas reuniões da escola, fazer pic nics nos finais de semana. É ensinar a fazer o bem sem ver a quem, ensinar a amar os animais e as pessoas. Ser pai é deixar o filho fazer as próprias escolhas mas sempre estando perto caso elas não acabem bem. Ser pai é ser o primeiro número de discagem quando algo acontece, quando um namoro acaba ou você é demitida. Ser pai é ser lembrado pelas manias bobas que são feitas todos os dias, é receber fotos no celular daquele livro que ela viu e lembrou de você. Ser pai é estar com a sua filha quando ela sai de casa, é visitar apartamentos baratos e ir em lojas de móveis, é falar de como você não entende nada de cortinas mas ainda foi junto escolher uma. Ser pai é muito mais que uma pensão a pagar, um dinheiro por mês, um carro, um financiamento da faculdade, é muito mais que ligações de vez em quando e fotos no natal. Ser pai é passar a noite no hospital quando seu filho estiver internado, é querer saber todos procedimentos. Ser pai é ser presente. É estar presente, se fazer presente. Mesmo que por algum motivo da vida não seja possível estar de corpo, mas sempre estar lá para tudo que sua filha possa precisar. Ser pai é nunca dar as costas para um filho, nunca descrimina-lo por razão alguma. Ser pai é sempre tentar entender mesmo quando parece difícil, quando seu filho tem uma doença que você não conhece mas mesmo assim você tenta.  Ser pai é não querer que seu filho seja algo apenas porque você quer, é apoiar seus sonhos, metas, e ajudar a construir tudo isso. Ser pai é estar sempre de braços abertos pra qualquer coisa que possa ocorrer, boas ou ruins, independente do que os outros vão achar. Ser pai é Nunca, em hipótese alguma deixar alguém interferir na sua relação com a sua filha, seja sua própria família ou nova esposa. É saber que a ligação de pai e filho é maior que qualquer coisa no mundo, que nada deve nunca arruinar isso. Ser pai é um trabalho que não pode ser deixado de lado e recuperado depois, pois não atinge só um pai, mas uma vida toda. Ser pai é ser pai. Do seu jeito, da sua maneira, mas sempre sendo um pai de verdade. E você, está sendo um pai? Quando foi a última vez que você esteve presente na vida dos seus filhos? Quando ligou pra eles? Quando os abraçou pela última vez e pediu como eles estavam? Você sabe quem sua filha namora? Ele é um cara legal? Quando a comida que sua filha mais gosta? Quando foi a última vez que foi a um parque com sua filha? Que levou ela tomar um sorvete? Sabe se ela está bem? Como está sendo seu papel de pai atualmente, hoje, agora, neste exato minuto? Ser pai é querer acima de tudo a felicidade dos seus filhos, lutar junto com eles para que eles alcancem ela. Ser pai é uma escolha. Você poderia abandonar quem você gerou, não digo que é certo ou errado pois não cabe a mim decidir, mas se você escolheu ficar, você escolheu ser pai, então seja pai.